em branco

torre de pastel

(Karla Jacobina)



1 Em toda a Terra, havia somente o pastel de carne, em que se empregava acém passado e moído no recheio. 2 Emigrando do Oriente (por óbvio não poderia faltar japonês na história)... Emigrando do Oriente (quem nasceu primeiro o japa ou o pastel?)... Emigrando do Oriente (o pastel, senão o japonês teria cara de que?)... Emigrando do Oriente (e prendendo todos os devaneios entre parênteses)... Agora vai... Emigrando do Oriente os pasteleiros encontraram uma planície na terra de Sampa e nela se fixaram. 3 Disseram uns para os outros: "Arigatô, konetioá, pastel de carne." Ou seja: Já que estamos perdidos, desvalidos e sentados na pica do paulista, só nos sobra beber. Após encherem a cara de garapa, um japa fez a outra coisa que japa faz além de pastel: “Japonês teve idéia! Japonês teve idéia! Japonês constrói porto seguro de pastel!”. Por óbvio não podia faltar pastel na idéia do japa. Utilizaram os pastéis em vez da pedra, e a garapa serviu-lhes de argamassa. 4 Depois disseram: “Japonês constrói torre comprida, comprida, comprida, de cimo pra lá do céu, assim, nem japonês nem pastel fica perdido em pica de paulista né?”. Não se tratava da construção do Banespa, tampouco da galeria Pajé, era a Torre de Pastel ficando em pé. 5 O SENHOR, porém, desceu, a fim de conhecer a torre, a pica e pedir um pastel pra viagem. 6 E o SENHOR disse: "Eles produzem apenas um sabor de pastel e bebem apenas garapa de garapa. 7 Vamos, pois, descer e confundir seus paladares, de forma que não consigam mais encontrar satisfação no pastel de carne nem na garapa de garapa. Em seguida, vamos dispersá-los por toda superfície da pica do paulista." 8 Então, o SENHOR apresentou-lhes o queijo, a calabresa, o bacalhau e o bacalhau com calabresa e queijo. Mas antes de dispersar os japas dali, pediu um especial com o mundo dentro e uma garapa de abacaxi.

3 comentários:

Fernanda ಌ disse...

Gostei do estilo!
Ando lendo várias coisas suas.
É muito inteligente!
Teste Vocacional... adorei!
Seu quem sou eu e outros textos mais.
Fala sério!!!

André Luiz disse...

Pastel é cultura oriental!

Arigatô, Karla!

André Dia(s,z)?

Paulo D'Auria disse...

"Utilizaram os pastéis em vez da pedra, e a garapa serviu-lhes de argamassa" ...E assim se constróe um poema!