em branco

hora de acordar

Brasileiros e portugueses nunca acordam, competem em tudo.
Os brasileiros dizem que os portugueses são burros, e os portugueses que os brasileiros são malandros.
Os portugueses acham que toda brasileira é fácil, e os brasileiros que toda portuguesa é buçuda.
Os brasileiros acreditam que falam português, e acrescentam, portugueses falam um português tão enrolado que ninguém os entende.
Já os portugueses pensam que os brasileiros estragaram a sua língua, e preferem acreditar que brasileiros falam brasileiro.

Portugueses e brasileiros nunca acordam, mas de repente resolveram ressuscitar um acordo ortográfico que dormia a sono solto nas gavetas de confortáveis gabinetes.
Um acordozin de nada, pequenin, pequenin... mas que já serviu para que brasileiros e portugueses encontrassem novos motivos para rusgas.

Língua oficial em 9 países (Portugal, Brasil, Angola, Guiné-Bissau, Timor Leste, São Tomé e Príncipe, Moçambique, Macau e Cabo Verde), o português é a língua nativa de mais de 240 milhões de pessoas, o que lhe garante o lugar de 5ª língua mais falada no mundo, mas ainda assim é considerada por muitos uma língua exótica. Por quê?Ora, se não conseguimos nem definir se queremos enfiar uma berinjela no alforje ou uma beringela no alforge, o que temos feito de fato (ou de facto) para divulgar nossa língua e nossas culturas mundo afora?

Juntos temos Camões, Machado, Pessoa, Drummond, Saramago, Amado e outros mestres incontestáveis da literatura mundial, mas raramente lidos em países não lusófonos.

A entrada em vigor deste acordo poderia ser encarada como uma oportunidade para esquecermos por um momento esta relação pai turrão/filho malcriado e, juntos, divulgarmos nossa amada e última flor do lácio.

Já não passa da hora de brasileiros e portugueses acordarem?

Um comentário:

On The Rocks disse...

até que eu gostei da reforma!

alguns acentos e tremas foram pra longe. muito bom isso.

abs