em branco

Haiquasis III

Nesta postagem a participação mais que especial de Wellington Souza, do Benfazeja Comunidade Literária

Well Souza:

I
Grama artificial
não se apega
à natural

II
Casa vermelha
árvore vermelha
moça vermelha

Caranguejúnior:

I
Líbélula no orelhão
pessoas apressadas na calçada
vem e vão

II
Na mesa do bar
mãos no bolso
vento a soprar

II
Roseira na calçada
pára-raios a seu lado
a sorte está lançada

Paulo D'Auria

I
Céu cinza
flores vermelhas
inverno ainda

II
O vento sopra
o homem passa
sem deixar vestígios

André Dia(s/z)?

I
A palmeira balança ao vento
como um charuto trêmulo
na boca de um bêbado

II
A menina corre descalça
saliva em minha boca
inveja da sujeira em sua sola

3 comentários:

Caranguejúnior disse...

Muito legal esses frutos da Papoetaria.

Anônimo disse...

Vocês estão de parabéns galera,
todos vocês.
Atualmente quantos poetas do tietê estão formando o grupo?

Paulo D'Auria disse...

Então, mais ou menos ativos, mais ou menos presentes, cada um tocando seus projetos pessoais, acho que no momento somos 9: Paulo D'Auria, André Dia(s/z)?, Caranguejúnior, Marcelo Tadeu, Marcelo Ferrari, Karla Jacobina, Renato Silva, Rogério Santos e agora também Well Souza.

Abraços,
Paulo