em branco

Páscoa-Pesach-Passagem



Travessia
Marcelo Tadeu

Uma passagem
uma passarela
que um dia
mais cedo ou mais tarde
todo homem terá
que atravessar

O medo
o desconhecido de lá
aterroriza a vida
do lado de cá


Um monte páscoal
Paulo D'Auria

Passam as luas, cheias
passa inverno, primavera
passam os anos
uns após outros e outro e outros,
tudo tão lentamente
que me agarro às parede para não cair
tudo tão vertiginosamente
que tenho tempo de repetir e repetir e repetir

Passam os mares vermelhos
os cristos os moiséses
as cruzes

Talvez seja eu
procurando nos lados obscuros
e errados,
perco dias
acumulando-se na poeira
dos anos
e sinto
não ter aprendido nada
nada
nada







Ovos de Saudade
André Dia(s/z)?


Era pequenininho
me mandaram esconder,
pois viria o coelhinho
os ovinhos vinha trazer


- Não é coelhinho,
é alguém fantasiado!
Ouvi dizer meu vizinho,
o estraga prazeres do lado!


E assim, fiquei sabendo
que o coelhinho não existia,
os dedinhos fiquei lambendo,
ovinho melhor, nunca comeria!


Ovos de saudade
que ainda lambo nos dedos,
o doce não se esvaiu com a idade,
e de acabar tenho tanto medo!



Galinha de ouro
Paulo D'Auria


Queria ter essa galinha
que bota ovos de chocolate...
- Que arte!
Seria minha particular
galinha dos ovos de ouro!

3 comentários:

Caranguejúnior disse...

Muito legal poetas! voltando a ativa...

abrax!

Marluce Aires disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marluce Aires disse...

Vocês são e sempre serão ótimos.Cada video cada poesia, tudo enfim, bons.