em branco

a língua que nóis fala

Nossa língua escrita e falada, traduzida por dois Poetas do Tietê



Língua Solta
por Caranguejúnior

O que eu falo
O que tu fala
O que nóis fala, mano!
Oxe!!

É bossa
É cumbia
É rock
É samba

Língua nossa
Sem frescura
Do povão
Da cultura

Ai dôul nôul! Explique isso!
Aimi nóti dógui nôul!

Soul Tupi
Soul Brazuca
Dou daqui
De Língua Solta

O que eu falo é bossa
Da língua nossa
Saravá!


Cólica Verbal
por Paulo D'Auria
penso brasileiro e escrevo português
minha identidade tem uma foto de passaporte
e outra de viagem
uma rima rica e outra pobre
uma prima bonita e outra má-o-meno
uma rima branca para um poema negro

banzo e saudade no cariri
branco e escravo no estômago tupi
eu te amo
eu lhe amo
amo você
e amo ela ela ela

guarda-chuva umbrela
pára-raios de antena parabólica
estrambólica
eólica
cólica verbal

3 comentários:

André Dia(s,z)? disse...

Cruzes! Que palavreado!
Legal!

André HP disse...

Mandou bem!

C.Antonholi disse...

muito bom mesmo...
trilegal...
supimpa merrrrrrmo .
legal merssss...de verdade.