em branco

FILE - Os Poemas

Os Poetas do Tietê visitaram a FILE 2012 - Festival Internacional de Linguagem Eletrônica
Confiram aqui o resultado poético desta visita:

Marcelo tadeu

Impressionante
Tudo se torna mais fácil
Simplifica meu dia a dia
Parece feitiçaria
Esta tal tecnologia




Bebê Virtual
Carolina Hermanas

Amores se conectam,
Emotions transbordam emoções,
Abreviações se interligam de alguma maneira
Cibernética e romântica.

Flores ao vento,
Que cartas são essas?
Não existem cartas.
Apenas palavras pequenas,
Apenas um monitor
Quente e...Sem amor.

Dias, horas, anos
Conversando com alguém
Praticamente invisível.
Com alguém sem olhos,
Sem vida,
Sem palavras amorosas. Reais.

Mantêm contato
Diariamente.
Mantêm uma imagem
Perfeita na sua mente.
Que mundo é esse?

Palavras pornográficas,
Insinuações claras.
Posições inventadas.
Será que estamos fazendo amor?
Virtualmente?

Alguns meses,
E um grito ecoa do outro lado.
Da tela do computador.
Sorrio - e pela webcam você também -
E dissemos:
- Nasceu. O nosso bebê virtual. É um IPAD.


CONTO TAMBORETE DE ZONA (INTERNET)
Caranguejúnior

JORNAL DOS ÚLTIMOS TEMPOS
21/01/2016

EXTRA!!! EXTRA!!!
O primeiro bebê que foi fecundado  pela internet, NASCEU!!!
Os pais se conheceram, namoraram, casaram-se e mantiveram relação interneticamente sexual com penetração via cabo USB, a mãe engravidou via placa mãe e a "criança" nasceu!!
Tudo pela internet...
A "criança" se chama Tamagochi, pesa 4GB, processador Dual core 3.0, GHz, MB L2 cache, 800 MHz FSB, Pentium 7, com câmera embutida no cu!
Os médicos se assustaram com as primeiras palavras proferidas pela "criança" que foram...
"Google dádá!! Google dádá!!"
Os pais estão muito felizes disseram que vai ser duro a manutenção da criança, devido o alto custo da assinatura de banda larga, mas, estão conscientes que geraram um bom lucro, e já abriram páginas na internet para o bebê, que por sinal estão bombando no Facebook, Twitter, Orkut, Picasa, Picasso, Davinci, Aleijadinho, flickr, florck, flurck, Youtube, Youtoba e outros caralhos internéticos...


Tecnicamente Inviável

Paulo D'Auria

O admirável ovo da tecnologia
Já nasce frito
E mamífero

O admirável gado da tecnologia
Já nasce temperado
E com lugar marcado

O admirável olho da tecnologia
É de Crystal Liquid Gel
Falso brilhante de grafite
E cego

X
Paulo D'Auria


Um comentário:

Caranguejúnior disse...

Da hora poetecnológicos!

" Computadores fazem arte,
Artistas fazem dinheiro..."

Chico Science

Abrx!